Interesting times

Submetido por SMP em 12 Outubro, 2006 - 20:24

... nem sei o que diga de uma lei deste género, aprovada num país como a França. Se o contrário do totalitarismo é a liberdade para podermos afirmar que um pau é um pau, também não deixa de ser a liberdade para afirmarmos que um pau é uma pedra, se isso nos passar pela cabeça. Principalmente quando, como é o caso, o "pau" e a "pedra" em questão não são elementos objectivos.
Que um Estado retire aos seus cidadãos esta liberdade equivale a remeter a um silêncio forçado todos aqueles que não pensem by the book. Não tarda que, para eu poder afirmar livremente que uma parede branca é preta, tenha de entregar às autoridades mandantes um atestado médico de daltonismo.
Nem a propósito, acabei hoje The Man in the High Castle do Philip K. Dick. Talvez pudesse enviar uns exemplares ao senado francês, na esperança que lhes ilumine as mentes na hora de votar a proposta de lei. Put things in perspective.
Sempre haverá quem queira reescrever a História, e isso deveria ser perfeitamente admitido numa sociedade livre. Contra o pensamento luta-se com o pensamento e não com Decretos-Lei. Fixar um passado de contornos subtis em pedra não torna mais verdadeira a Verdade; mas torna menos livre a Liberdade.

( categories: )