E dura e dura e dura...

Submetido por SMP em 3 Agosto, 2006 - 21:44

Embora com muitas reticências à «cruzada moral auto-dirigida» em que parece ter-se empenhado recentemente a Ordem dos Advogados, estranhei (sem estranhar) a conferência de hoje do Bastonário (sim, aquilo é um cargo vitalício...) José Miguel Júdice. Aparentemente, só descobriu no último mês aquilo que 95% dos advogados portugueses - os que, curiosamente, não ditam os caminhos da Ordem - já sabem há muito: que o Estatuto está blindado para proteger a sua guardiã de tudo, inclusivé do exercício do direito de crítica, e que é com medo, mais que com simpatia ou respeito, que os membros encaram o poder disciplinar da Associação a que (por imposição legal) pertencem.